Joo Domingos: 'A nossa campanha pela retomada e fortalecimento da democracia no Brasil'


O presidente da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB) e 1º vice-presidente da CLATE, João Domingos Gomes dos Santos, analisou a situação atual do Brasil e falou dos desafios do movimento sindical, principalmente no setor público, rumo as eleições presidenciais de outubro.





Em entrevista à CLATE, o líder da CSPB denunciou as políticas ultraliberais implementadas pelo governo de Jair Bolsonaro, incluindo a privatização de empresas estatais estratégicas, como a estatal Eletrobras, maior empresa de energia da América Latina. "Um país que vende sua matriz energética literalmente despreza sua soberania", disse.

João Domingos afirmou que é um governo “que despreza a verdade” e governa através de uma “enorme estrutura de fake news ” e campanhas de ódio. "Estamos enfrentando uma grande ameaça à democracia, e é isso que mais nos preocupa neste momento", disse.

Explicou ainda que o país vive uma grave crise económica e social, com inflação descontrolada, desemprego, fome generalizada e insegurança alimentar .

Nesse sentido, e referindo-se à conjuntura eleitoral, afirmou que a campanha institucional da CSPB "não é apenas para 'fora Bolsonaro', mas contra o modelo de governo ultraliberal, pela volta da democracia e pelo Estado Social e Democrático de Direito". Lei ”.           

Nesse quadro, ele detalhou quais serão as principais demandas que os órgãos do setor público defenderão diante das próximas eleições presidenciais, marcadas por uma grande polarização entre Bolsonaro e as forças progressistas, lideradas pelo ex-presidente Lula . Entre essas demandas, ele citou a revogação da Emenda Constitucional 95 , que limita os gastos públicos por 20 anos, bem como o sistema da dívida pública . Ele também defendeu a revogação da reforma trabalhista, que descreveu como "o maior desastre nas relações trabalhistas de todos os tempos no Brasil", e pediu que continuem lutando para impedir a chamada "reforma administrativa" .no Congresso Nacional. 

O vice-presidente da CLATE afirmou ainda que este 1º de maio, Dia Internacional do Trabalhador, será "paradigmático", não só porque voltará a haver eventos presenciais, passados ​​dois anos da pandemia, mas também porque acontece às vésperas de “um processo eleitoral histórico e com um movimento sindical unificado e renovado, que não pensa apenas nos interesses corporativos, mas também interage com a sociedade organizada”.


Abaixo segue um trecho da entrevista:






Fonte: Confederação Latino Americana e do Caribe dos Trabalhadores Estatais – CLATE
 



URL for news «Joo Domingos: 'A nossa campanha pela retomada e fortalecimento da democracia no Brasil'»   -
«PORTAL DA CSPB»   -