CSPB aponta, no STF, prejuízos econômicos caso a MP 873 seja convertida em Lei





A Confederação dos Servidores Públicos do Brasil – CSPB, em conjunto com um expressivo coletivo de entidades do setor público, reuniu-se, nesta quarta-feira (13), com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli.  Na avaliação do presidente da entidade, João Domingos Gomes dos Santos, o mutirão de atividades somado às articulações políticas conduzidas pela representação sindical da classe trabalhadora - tanto do setor público quanto do ter privado – está criando uma “perspectiva real de vitória contra a Medida Provisória (MP 873/2019 ( http://ncst.org.br/images_news/files/Golpe%20na%20noite%20de%20sexta%20de%20carnaval.pdf )).”

Em vídeo, o líder sindical esclarece que a Medida Provisória 873, caso seja convertida em lei, acarretará prejuízos econômicos ao país ao impossibilitar relações comerciais do Brasil no âmbito da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), levando ao conhecimento do presidente da Suprema Corte, uma nova dimensão ao debate sobre os impactos sociais e econômicos da MP 873.
                                                                                                                         


Assista o pronunciamento do presidente da CSPB:


 





Clique AQUI ( https://cspb.org.br/UserFiles/files/Nota-Publica-CSB-CSPB-NCST%20Toffoli-pdf.pdf ) e acesse a íntegra do manifesto entregue ao presidente do STF, ministro Dias Toffoli.
 




 
Secom/CSPB
 



URL for news «CSPB aponta, no STF, prejuízos econômicos caso a MP 873 seja convertida em Lei»   -
«PORTAL DA CSPB»   -