CLATE: Servidores públicos brasileiros comemoram vitória de Lula

8/11/2022 | 06:31



O presidente da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB) e 1º vice-presidente da CLATE, João Domingos Gomes dos Santos, falou na última quinta-feira sobre a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições presidenciais do último domingo, 30 de outubro. Diferentes lideranças da Confederação Brasileira e membros do Comitê Executivo da CLATE também comemoraram o resultado e destacaram “o retorno da esperança para o povo brasileiro”





O máximo representante da CSPB agradeceu a todo o corpo diretivo e à militância da Confederação, “pela grande unidade e coesão demonstrada neste processo eleitoral e em defesa da democracia”. Agradeceu também a solidariedade recebida de organismos internacionais, especialmente CLATE e PSI.

 
João Domingos Gomes dos Santos, presidente da CSPB e 1º vice-presidente da CLATE.


O dirigente afirmou que "os atos antidemocráticos" que se registaram no país após o resultado eleitoral de domingo "são o reflexo do ódio e da intolerância ". E esclareceu: "Teremos um período de instabilidade social, mas, felizmente, não será uma instabilidade institucional. As instituições brasileiras têm se manifestado pelo respeito à Constituição e pela defesa da democracia . A posição firme da comunidade internacional também nos dá a certeza de que não teremos nenhuma ruptura institucional”.

Para João Domingos, "teremos de lutar contra um inimigo poderoso e perigoso: a era da pós-verdade tornou-se a era das mentiras descaradas. A mentira institucional. As chamadas notícias falsas. E convocou suas bases a atuarem pela paz social do país, contra a intolerância e toda forma de preconceito".


Leia mais: CSPB reforça defesa da democracia e da estabilidade social


O dirigente destacou "o papel fundamental do movimento social e sindical neste momento de transição do modelo de Estado" e explicou que a luta da Confederação será por cinco pontos fundamentais: a revogação da Emenda Constitucional dos Tetos de Gastos; o fim do perverso sistema de dívida pública brasileiro , que seqüestra 50% do nosso orçamento para o setor financeiro; a revogação das reformas previdenciária e trabalhista; a criação de um Marco Regulatório das Relações de Trabalho no Setor Público, baseado na regulamentação da Convenção 151 da OIT; uma ampla reforma do sistema sindical brasileiro, que foi destruído pelos dois últimos governos.

“Seremos um setor de diálogo e apoio ao novo governo, mas sem nunca abrir mão de nossa luta pelo Estado Social e Democrático de Direito, que se traduz em justiça social, distribuição justa de riquezas e serviços públicos de mais qualidade ”, informou o presidente da CSPB.


Leia mais: CSPB repudia violência contra dirigente da entidade cometido por baderneiros anti-democráticos


Assista ao pronunciamento do presidente da CSPB:






Vozes da CSPB


Demais membros da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil que integram o Comitê Executivo da CLATE também se manifestaram diante da vitória de Luiz Inácio Lula da Silva.

O vice-secretário geral da CLATE e diretor de Relações Internacionais da CSPB, Sergio Arnoud, enviou uma mensagem após conhecer os resultados: “Hoje é o dia em que a democracia derrotou o fascismo! O amor venceu o ódio, os livros derrubaram as armas, o Brasil superou o medo, a alegria e a esperança voltaram! E acrescentou: "A vitória de Lula tira o Brasil do isolamento e nos faz retomar o sonho da Grande Pátria".

A Secretária de Gênero e Diversidade da CLATE, Kátia Rodrigues, também fez uma declaração, destacando: “O amor venceu o ódio no Brasil. Nossa luta pela democracia, liberdade, instituições e amor venceu. Mesmo com todas as dificuldades que teremos que enfrentar, vamos seguir em frente e o Brasil voltará a ser a potência internacional que sempre foi, porque somos gigantes! Viva a democracia, viva esse povo maravilhoso, viva o Brasil!"

Da mesma forma, Rosana Cólen Moreno, Secretária Suplente de Estudos, Estatística e Pesquisa da CLATE, expressou: “O novo governo do Presidente Lula representa a renovação da esperança para o povo brasileiro. É o governo que se preocupa em combater a fome e a miséria social. Com Lula começa um novo tempo, longe de tudo de ruim que o bolsonarismo representa. Vamos nos livrar do fascismo e de todos os seus tentáculos."

Wagner José de Souza, vice-secretário da CLATE para o Cone Sul, também se juntou às mensagens: "Os dirigentes sindicais do Brasil derrotaram o fascismo e garantiram a democracia ao povo brasileiro."

Por sua vez, Luciana Aparecida dos Santos, Secretária Suplente de Trabalhadores Migrantes da CLATE, comemorou: "Vitória histórica, vitória da democracia, vitória da vida! Agora é hora de reconstruir um país dividido e implementar políticas públicas que possam de fato atender a todos sem exclusão. Parabéns, Presidente Lula!”

“Com essa vitória, os servidores públicos do Brasil poderão pensar em ter dissídios coletivos, aumentos salariais, mesas de diálogo, algo que não tínhamos há quatro anos. Com Lula o diálogo voltará e pouco a pouco poderemos voltar a caminhar tranquilamente pelas ruas sem medo de sermos atacados por um fascista. Tempos de reconstrução estão chegando, mas acima de tudo respeito à vida”, foi a mensagem de João Paulo Ribeiro "JP", secretário de Relações com Povos Afrodescendentes da CLATE.

 
Milhares de pessoas comemoraram a vitória de Lula na Avenida Paulista


"Mulheres, negros, trabalhadores e diversidade levaram Lula à vitória. O amor venceu o ódio” , sustentou também Terezinha Castro Arnoud, integrante do Conselho Consultivo Político da CLATE.

"A vitória de Lula é o resgate da confiança da classe trabalhadora, principalmente do setor público. Está se abrindo um novo horizonte, que foi fechado durante esses quatro anos por um governo negacionista. Mesmo com dificuldades, teremos espaço para dialogar e apresentar nossas demandas, porque o governo Lula é um governo popular e plural”, Lineu Mazano, secretário-geral da CSPB e 3º titular do Conselho Fiscal do CLATE. E acrescentou: “Durante a campanha assumiu o compromisso de falar conosco e lhe apresentamos nossa principal reivindicação, que é a implementação definitiva da Convenção 151.”

Por seu lado, Marco Antonio Correa Da Silva, 1º Suplente do Conselho Fiscal do CLATE, destacou: "Passamos por um processo de medo, esperança e responsabilidade. Medo que esse presidente continue, esperança que Lula vença, e agora a responsabilidade de voltar a dialogar com a sociedade, para que o que vivemos nunca mais aconteça."


Suporte CLATE


Por sua vez, o Presidente da CLATE, Julio Fuentes, ressaltou que “nem a perseguição política e judicial, nem a prisão, nem as grandes potências podem contra sua convicção e perseverança, Lula. O povo da Grande Pátria o acompanha". O dirigente também destacou o primeiro discurso do presidente e tirou algumas de suas frases mais marcantes: "Cuidar do povo e viver em tempo de paz, com direito a sonhar e oportunidades de ajudar quem sonha. Um Brasil mais justo e fraterno".





Clique AQUI e acesse a publicação original na página oficial da CLATE




Fonte: Confederação Latino-Americana e do Caribe de Trabalhadores Estatais – CLATE

 
.