Comitê Executivo da CLATE delibera diferentes propostas de trabalho e ação para os próximos meses

26/10/2022 | 08:22



Com importantes debates sobre a situação regional e os desafios para as organizações sindicais, o primeiro dia do Comitê Executivo da CLATE 2022 foi realizado nesta segunda-feira , 24 de outubro, na cidade de Tenancingo , no México. Uruguai, Chile, Peru, Equador, Colômbia, Curaçao, República Dominicana, El Salvador e líderes do Paraguai, Cuba e Guatemala participam remotamente





Após a abertura da reunião, que foi liderada pelo secretário geral da SUTEYM e 2º vice-presidente da CLATE, Herminio Cahue Calderón, e a apresentação do relatório político pelo presidente da CLATE, Julio Fuentes, foram transmitidos cumprimentos em vídeo da o presidente do Conselho Consultivo Político da Confederação, Carlos Custer , e o Secretário Suplente de Direitos Humanos da CLATE, Humberto Correa.

 
Secretário-geral da CLATE e Diretor de Relações Intarnacionas da CSPB, Sérgio Arnoud, fez a leitura do documento "Manifesto em Defesa da Democracia Brasileira"


Na oportunidade o Secretário-geral da CLATE e Diretor de Relações Internacionas da CSPB-Brasil, Sérgio Arnoud, fez a leitura do documento "Manifesto em Defesa da Democracia Brasileira", redigido pelo Vice-presidente  da CLATE e presidente da CSPB-Brasil, João Domingos Gomes dos Santos, texto em que o líder sindical brasileiro lamenta não poder participar das importantes atividades do Comitê Executivo da CLATE em razão de estar diretamente envolvido nas frentes que se empenham em afastar a ameaça democrática que representaria um novo mandato de Jair Bolsonaro no país. "Hoje, sem medo de errar, a nação brasileira está enfrentando não mais um embate entre a esquerda e a direita na disputa de poder.  O que está em curso é uma disputa entre a civilização e a barbárie, entre a democracia ou um regime autoritário e fundamentalista", afirma o líder da CSPB em trecho do manifesto lido por Sérgio Arnoud.


Clique AQUI e leia a íntegra do manifesto 
  

Saiba mais: 
CSPB orienta voto da sociedade em favor da democracia, emprego, renda e direitos sociais


Em seguida, os membros do Comitê Executivo iniciaram suas deliberações e debates sobre as diferentes propostas de trabalho e ação para os próximos meses.


Novos membros da CLATE


Em primeiro lugar, foram aprovados os pedidos de incorporação das seguintes organizações ao CLATE: o Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário ( SITTOJ ) de El Salvador ; o Sindicato dos Trabalhadores do Ministério do Interior e Desenvolvimento Territorial ( SITRAMIG ) de El Salvador ; e o Sindicato de Pessoal Hierárquico do Banco da Província de Buenos Aires ( UPJ ), da Argentina . 


Acordo com ALAL

 
Matías Cremonte, assessor jurídico da CLATE e presidente da ALAL.


Matías Cremonte , assessor da CLATE e presidente da Associação Latino-Americana de Advogados Trabalhistas (ALAL), apresentou ao Comitê Executivo o acordo entre ambas as organizações para realizar investigações técnicas que permitam conhecer detalhadamente a situação da negociação coletiva em toda a região. Para saber mais sobre o projeto, baixe aqui a ata do acordo "Negociação Coletiva no Setor Público da América Latina e Caribe" entre CLATE e ALAL.


Previsão Social


Em seguida, diferentes representantes das organizações presentes discutiram os desafios da Confederação em matéria de seguridade social e, em particular, concordaram com a necessidade de promover o surgimento de fóruns mistos que permitam o levantamento e coordenação de ações específicas em defesa dos sistemas públicos. de segurança social.

Participam do intercâmbio: o Secretário de Assistência Social da CLATE, Cesar Baliña (ATE-Argentina); o secretário suplente da área, Roberto Coluccio (JUBIBAPRO-Argentina); o secretário geral da CLATE, Martín Pereira (COFE-Uruguai); Vice-presidente 3 da CLATE, Percy Oyola (UTRADEC-Colômbia); o vice-secretário geral da CLATE, Sergio Arnoud (CSPB-Brasil); o vice-secretário regional para a América Central, Mario Montes (AGEPYM-El Salvador); e o Secretário de Administração e Finanças da CLATE, José Pérez Debelli (ANEF-Chile).

Ao final do debate, Julio Fuentes, presidente da CLATE, ordenou que a área de Previdência Social trabalhe no mapeamento dos sistemas previdenciários da região e também promova fóruns ou comissões mistas sobre o tema.





Meio Ambiente


Após o debate sobre a questão previdenciária, foi apresentado o vídeo “ Extrativismo e transição ecológica ” produzido pela CLATE e analisada a necessidade de criação de áreas dedicadas às questões socioambientais nas organizações associadas. Nesse sentido, a secretária de Desenvolvimento Sustentável da CLATE, Ibis Fernández (CITE-Peru), sustentou em seu discurso que “os recursos naturais não são infinitos e as grandes potências são as que mais poluem. Do movimento sindical devemos cuidar e defender a casa comum desde a linha de frente”.

 
Ibis Fernández, secretário de Desenvolvimento Sustentável da CLATE e diretor do CITE-Peru


Por sua vez, o secretário de Trabalhadores Migrantes da CLATE, Sergio Padilla (CONFEPIDER-México), afirmou: “O direito ambiental é uma obrigação supranacional e deve ser respeitado como tal, está acima de tudo. Não encontraremos outro mundo onde possamos viver se não cuidarmos do que temos. Temos que fazer essa luta nossa."

 
Sergio Padilla, Secretário de Trabalhadores Migrantes da CLATE (CONFEPIDER-México).





Também participaram do debate a Secretária Suplente de Políticas Públicas da CLATE, Silvana Suero (CONATE-República Dominicana); o Secretário Suplente de Relações Institucionais da CLATE, Delci Sosa (FENATRASAL-República Dominicana); e a presidente da FENAMUTRA, Ruth Díaz , também da República Dominicana.


Carta sócio-laboral


Após um quarto intervalo, os membros do Comitê Executivo da CLATE retomaram os debates e analisaram a proposta apresentada pela ALAL para integrar a plataforma regional de direitos da classe trabalhadora, intitulada " Carta Sociolaboral Latino-Americana ", em resposta à situação economia dos países da região.


Tratados de livre comércio


Da mesma forma, o Comitê Executivo refletiu sobre os avanços e retrocessos que os Acordos de Livre Comércio trouxeram aos povos da região. Além disso, resolveu aprofundar uma campanha de informação e conscientização sobre os TLCs e seu impacto nas economias regionais.


Clique AQUI e acesse o documento com dos detalhes da criação e aprovação da campanha de informação e conscientização sobre os TLCs e seu impacto nas economias regionais



CLATEVision



Dario Fuentes, Diretor de Comunicação da Confederação, apresentou a proposta de CLATEVisión, uma plataforma audiovisual para materiais da CLATE e suas organizações filiadas, que permite a revitalização e aprimoramento das ferramentas de comunicação sindical.
 

Relatórios do país


A reunião foi para uma sala de descanso e segue nesta terça-feira, 25 de outubro, com a apresentação dos relatórios de cada país presente na reunião.










Fonte: CLATE com adaptações da Secom/CSPB

 
.

Preencha o campo abaixo para receber todas as nossas notícias e informações diretamente no seu email! ;-)