CSPB delibera estratégias e plano de ações para ampliar a participação dos servidores nas eleições 2022

7/07/2022 | 11:45



Em reunião com membros titulares da Diretoria Executiva e com os presidentes das Federações Filiadas, CSPB definiu plano de ações sobre a participação dos servidores públicos no processo eleitoral de 2022 além de discutir questões relacionadas ao 25º Congresso da entidade





Nesta quarta-feira (06/07), a Confederação dos Servidores Públicos do Brasil – CSPB reuniu os membros da Diretoria Executiva e os presidentes das Federações Filiadas para deliberar plano conjunto de ações sobre a participação dos servidores públicos no processo eleitoral de 2022 além discutir questões relacionadas ao 25º Congresso da entidade. Na oportunidade as lideranças sindicais também assistiram palestra sobre análise da conjuntura política e econômica, proferida pelo assessor e consultor sindical, Vladimir Nepomuceno, como forma de subsidiar os dirigentes para as discussões que visam definir estratégias para ampliar os mecanismos de intervenção dos trabalhadores do setor público no processo eleitoral.

 
João Domingos Gomes dos Santos, Presidente da CSPB



Clique AQUI e leia o artigo “A importância das eleições legislativas na luta contra as reformas neoliberais” do palestrante Vladimir Nepomuceno, tema que foi objeto da palestra junto às lideranças sindicais da entidade.


Deliberações:


- CSPB definiu orientação de voto para as candidaturas do campo progressista nas eleições de 2022, tanto para os cargos do Executivo quanto para os cargos do Poder Legislativo, mais alinhadas à agenda dos trabalhadores do setor público, com a particularidade de, na disputa à Presidência da Republica, a oposição ao atual governo é absoluta, com a recomendação de voto a qualquer candidato com melhores condições de derrota-lo, de preferência pela via mais rápida;

- Os dirigentes apoiaram , por unanimidade, a continuidade da participação do presidente da CSPB, João Domingos Gomes dos Santos, na elaboração do plano de governo para o setor público da candidatura Lula;

- Os participantes apoiam a intensificação das ações da CSPB no esforço para ampliar a representação dos trabalhadores do setor público no âmbito do Poder Legislativo, agenda considerada estratégica para interromper o desmonte dos serviços públicos e os sucessivos ataques aos direitos das categorias que prestam estes serviços ao cidadão;

- Os candidatos convidados para o programa “CSPB rumo ao Parlamento” deverão assinar a carta compromisso com a agenda política prioritária da CSPB antes que o espaço de visibilidade política se confirme;

- A CSPB realizará uma grande  Plenária, na 2ª quinzena do mês de agosto, no estado de São Paulo, com data e local a definir, para orientar o posicionamento dos servidores públicos nas eleições de 2022;

- Tratativas sobre reforma estatutária e sobre o calendário e programação do 25º Congresso da CSPB serão realizadas em uma próxima reunião, a que deve ocorrer na última semana do mês de julho, com data a ser definida;

- A diretoria manifestou, por unanimidade, agravo ao assedio judicial imputado a João Domingos observado, sobretudo, à partir da ampliação do protagonismo sindical e do capital político da CSPB;

- A diretoria da CSPB aprovou, por unanimidade, uma nota de desagravo pela violência sofrida ao dirigente sindical Wilis, em uma ação policial violenta transmitida pela imprensa local, em Goiânia. A entidade também vai mover ações no sentido de buscar, nas esferas judiciais, a reparação moral e patrimonial resultantes da truculência veiculada.



Secom/CSPB

 
.

Preencha o campo abaixo para receber todas as nossas notícias e informações diretamente no seu email! ;-)