Dirigentes da CSPB participam de ato para derrotar as PEC’s 32 e 23 no Congresso Nacional

19/11/2021 | 08:10



Na oportunidade, os líderes sindicais Eduardo Maia e João Paulo Ribeiro discursaram contra as Propostas de Emenda à Constituição que consolidam o calote no orçamento e o fim dos serviços públicos

 
Lideranças sindicais da CSPB seguem ativos e mobilizados para derrotar agenda de retrocessos no Congresso Nacional


Nesta quinta-feira (18/11) o Diretor Suplente de Relações Internacionais da Nova Central Sindical de Trabalhadores – NCST e Diretor de Assuntos do Ministério Público da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil – CSPB, Eduardo Maia; e o Secretário dos Servidores e Trabalhadores do Setor Público da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil - CTB e Diretor de Relações Institucionais da CSPB, João Paulo Ribeiro “JP”, participaram do ato público em frente à entrada principal do Senado Federal que visa jogar pressão política para derrotar as PEC’s 32 e 23 no Congresso Nacional.
 
Na oportunidade, os líderes sindicais discursaram contra as Propostas de Emenda à Constituição que consolidam o calote no orçamento e o fim dos serviços públicos brasileiros.


Assista à íntegra do ato:
 




“Não satisfeito com o desmonte dos serviços públicos na esteira da PEC 32, o governo encaminha ao Congresso Nacional a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 23/21), que dá um autêntico calote em todos aqueles que aguardam, por tantos anos, a sua legítima indenização. Nós não esmoreceremos! Estamos hoje na frente do Senado para demonstrar que não somente os deputados, mas também os senadores que apoiarem essa agenda criminosa serão penalizados nas urnas”, alertou Eduardo Maia.


Assista a participação do dirigente Eduardo Maia:



 

“Os senadores têm de assumir um compromisso público de votarem contra a PEC 23. Este é, seguramente, o maior calote já ocorrido contra os trabalhadores da Educação Básica. Principalmente nos estados da Bahia, Ceará, Amazonas e Pernambuco, estas unidades federativas deveriam receber, desde o calote do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso já derrotado pela Justiça, recursos valiosos para o financiamento da Educação Básica. Derrotar esse calote não é um compromisso apenas para com os trabalhadores do setor público, mas com a educação pública brasileira e com o país”, concluiu João Paulo Ribeiro “JP”.


Assista a participação do dirigente João Paulo Ribeiro "JP":







Clique AQUI e acesse mais fotos da manifestação




Secom/CSPB com Imprensa NCST
 
.

Preencha o campo abaixo para receber todas as nossas notícias e informações diretamente no seu email! ;-)

Em vídeo, João Domingos Gomes dos Santos destaca papel indispensável dessas categorias, evidenciado, sobretudo, durante o enfrentamento heroico contra a pandemia coronavírus.