fechar atenção

Busca não realizada!

Sua busca deve conter no mínimo 2 letras

Entidades se unem em grande ato virtual contra a reforma administrativa

1/10/2020 | 09:14




Para os servidores, a proposta do governo ameaça todo o povo brasileiro, pois, na interpretação deles, a medida virá a precarizar o serviço público brasileiro. Dirigentes da CSPB participaram do evento virtual.






Regra dos Terços


Fechando o dia nacional de luta e resistência contra a reforma administrativa (saiba mais), dezenas de entidades se reuniram em um grande ato virtual. O evento, organizado pelo Regra dos Terços, contou com o apoio da Mídia Ninja, veículo independente que acumula mais de 2 milhões de seguidores em sua página do Facebook.

Além dos sites, entidades também retransmitiram a live em suas respectivas páginas no Facebook. Todas juntas, acumulam mais de 3 milhões de seguires. Parlamentares, associações, sindicatos e servidores públicos estão se unindo para barrar a proposta que tramita há um pouco mais de um mês no parlamento.

Participaram:  Ascema Nacional, Asibama-DF, Observatório Sindical Brasileiro Clodesmidt Riani, Frente Ampla Popular, ATENS SN – Rosa Cavalcante da Costa, UnaReg – União Nac. dos Serv. de Carreira das Agências Reguladoras Federais, Condsef, CTB – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, CSPB – Confederação dos Servidores Públicos do Brasil, CNTE-Confederação Nacional Trab em Educação, Servidores Ambientais pela Reestruturação da Carreira, Central Geral dos Trabalhadores do Brasil, Assemma, Febrafite, Andeps dentre outros.


Confira: 







O dia 30 de setembro foi marcado por atos em todo país contra a reforma administrativa proposta pelo governo de Jair Bolsonaro e que conta com o apoio do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Dentre os principais pontos tidos como preocupantes, está o fim da estabilidade do servidor público, o que abre margem para perseguições políticas.

Para os servidores, a proposta do governo ameaça todo o povo brasileiro, pois, na interpretação deles, a medida virá a precarizar o serviço público brasileiro.




Fonte: Condsef com adaptações da Secom/CSPB

 
.

Preencha o campo abaixo para receber todas as nossas notícias e informações diretamente no seu email! ;-)

Em vídeo, João Domingos Gomes dos Santos destaca papel indispensável dessas categorias, evidenciado, sobretudo, durante o enfrentamento heroico contra a pandemia coronavírus.