BA: Sinpojud compartilha Nota de Repúdio ao Dossiê Elaborado pelo Ministério da Justiça

3/08/2020 | 08:31





O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado da Bahia (Sinpojud) vêm a público repudiar dossiê elaborado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para monitorar 579 pessoas, em sua maioria policiais e agentes da segurança pública estaduais e federais, e ainda dois ex-secretários nacionais de segurança pública e um ex-secretário nacional de Direitos Humanos.

Tal medida é arbitrária, que remete aos tempos de ditadura militar, e cujo intuito claro é o de intimidar e constranger servidores públicos da área da segurança que se posicionam contra as ações e declarações radicais do atual presidente da república.

Para o Sinpojud, é inaceitável que um governo eleito democraticamente, utilize de métodos antidemocráticos, o Brasil não pode enfrentar o cerceamento do livre pensamento de cidadãos por meio de dossiês intimidatórios, gestado na escuridão da administração pública federal, que só encontram paralelo em regimes autoritários.

Portanto torna-se imprescindível que o Ministério Público Federal, o Tribunal de Contas, os Poderes Legislativo e Judiciário tomem providências imediatas para esclarecer tais denúncias.

O Sinpojud se solidariza com todos os servidores que são alvos deste dossiê. A democracia brasileira não pode se sucumbir aos desejos autoritários de quaisquer governos.




Fonte: Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado da Bahia - Sinpojud

 
.

Preencha o campo abaixo para receber todas as nossas notícias e informações diretamente no seu email! ;-)

Em vídeo, João Domingos Gomes dos Santos destaca papel indispensável dessas categorias, evidenciado, sobretudo, durante o enfrentamento heroico contra a pandemia coronavírus.