fechar atenção

Busca não realizada!

Sua busca deve conter no mínimo 2 letras

Presidente da CSPB prevê derrota do governo com MP 905

27/11/2019 | 07:01



Joaõ Domingos (centro) acompanhando a reunião das centrais sinidcais com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre



O presidente da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil - CSPB, João Domingos Gomes dos Santos, participou, nesta terça-feira (26/11), de importantes reuniões no Congresso Nacional estimuladas pelos excessos contidos no texto da Medida Provisória (MP 905/19), que institui o chamado programa “Verde Amarelo”. No Senado Federal e na Câmara dos Deputados o líder sindical denunciou abusos da Medida Provisória. Domingos acredita que postura vingativa do secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, é resultante do fato deste quadro político atribuir ao movimento sindical sua derrota nas últimas eleições.
 
“Os excessos apresentados no texto agirão como epicentro de mais uma derrota fragorosa do governo. Esse comportamento vingativo do Rogério Marinho está impondo ao governo o papel de punir todos aqueles que julga ser seus inimigos, que são os dirigentes sindicais. Essa vingança visceral está expondo o governo a situações vexaminosas, ao ponto de encaminhar absurdos que o Supremo terá que reparar ou a própria Câmara dos Deputados, como foi o caso daquela MP dos boletos bancários. Marinho está atropelando o governo e o parlamento brasileiro na sua função elementar, que é legislar a partir de demandas econômicas e sociais. Completamos recentemente 10 meses de governo e já temos mais de 900 Medidas Provisórias, o que caracteriza uma autêntica usina de legislação no Executivo”, alertou o líder Sindical.



João Domingos na reunião com o presidente de Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia


 
João Domingos afirmou que na reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ficou evidenciado abusos no texto não prosperarão na Casa Legislativa. Na reunião com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, lideranças políticas da base e da oposição demonstraram-se abismados com os excessos. “Estamos atentos a esse conjunto de absurdos e tomaremos todas as providências necessárias para derrota-los. Estou seguro de que esse tipo de agenda favorece a união do movimento sindical, além de trazer desgastes políticos desnecessários ao Executivo”, concluiu o líder sindical.
 

João Domingos  detalha e avalia excessos da MP 905, ouça o áudio:
 

 




Secom/CSPB
 
.

Preencha o campo abaixo para receber todas as nossas notícias e informações diretamente no seu email! ;-)

24 de Maio: Presidente CSPB convoca filiadas e cerrarem fileiras em defesa da imediata redemocratização do país. Segue a íntegra do pronunciamento: