fechar atenção

Busca não realizada!

Sua busca deve conter no mínimo 2 letras

CSPB alinha agenda de ações com Movimento Acorda Sociedade

31/01/2018 | 09:19


Ligia Azevedo, secretária do MAS; Nery Júnior, coordenador nacional do MAS e Marly Bertolino, 2ª secretária da CSPB




por Valmir Ribeiro
edição de Grace Maciel



 

A Confederação dos Servidores Públicos do Brasil – CSPB, recebeu, nesta terça-feira (30), visita de cortesia de lideranças do Movimento Acorda Sociedade – MAS. Na ocasião, recepcionados pela 2ª Secretária da confederação, Marly Bertolino, os integrantes do MAS  alinharam ações estratégicas com objetivo de viabilizar a implementação das principais proposições da organização social junto ao poder público.

O movimento nasceu da necessidade de alertar, denunciar os retrocessos e, ao mesmo tempo, mobilizar a sociedade brasileira para o debate nacional. A CSPB é parceira integrante do MAS e recomenda apoio de sua base às iniciativas que têm como foco a derrubada da “reforma” da Previdência e o fim do Foro Privilegiado, instrumento de estímulo à impunidade de quadros políticos implicados em esquemas de corrupção. 

O coordenador nacional do MAS, Nery Júnior, aproveitou a ocasião para convidar formalmente o presidente da CSPB, João Domingos Gomes dos Santos, para participar de reunião no dia 7 de fevereiro no Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB,  em que o MAS irá reunir as mais de 100 entidades integrantes para debater a “reforma” da Previdência junto a especialistas, parlamentares e líderes de partidos políticos.

“O movimento é supra-institucional, apartidário, tem pauta definida e que objetiva participar do debate nacional levando as mais relevantes demandas da sociedade. Com foco na derrubada da chamada “reforma” da Previdência de pela extinção do Foro Privilegiado, nosso movimento defende ampliar a segurança jurídica do Sistema de Seguridade Social, bem como combater privilégios através de mecanismos legislativos que favorecem impunidade a quadros políticos implicados em esquemas de corrupção. Nossa missão é defender direitos sociais e assegurar a proteção do arcabouço de leis de proteção ao trabalho, ambos resultantes da Constituição de 1988. Nós temos duas ações propositivas em curso no Congresso Nacional: uma que veda edição de Medida Provisória em matéria previdenciária; outra proposta do movimento é trabalhar o princípio da confiança. Hoje o governo muda as regras do jogo de maneira unilateral, sem respeitar as regras que ele mesmo criou. Nós buscamos a proteção e a segurança no respeito às Leis por meio do princípio da confiança. Princípio, este, já consagrado em países como França e Alemanha que tem, em seu ordenamento jurídico, essa garantia constitucional de proteção e de segurança jurídica. Perseguimos a implementação do princípio da confiança em matéria previdenciária, dando tranquilidade e previsibilidade aos contribuintes e aposentados brasileiros”, argumentou Nery Júnior.

“A CSPB sente-se honrada em apoiar um movimento que está em harmonia com os melhores princípios democráticos e republicanos. É por meio de iniciativas como esta que surgem as as melhores proposições que, com muito empenho e mobilização, resultam em políticas publicas que, de fato, beneficiam o conjunto de nossa sociedade. Seguiremos juntos e irmanados nessa missão”, reforçou a 2ª Secretária da CSPB, Marly Bertolino. 


 

*  Chefe de Imprensa – Grace Maciel

* Diretor de Comunicação – Aldo Liberato

 

 

 
Secom/CSPB


 

.

Preencha o campo abaixo para receber todas as nossas notícias e informações diretamente no seu email! ;-)

24 de Maio: Presidente CSPB convoca filiadas e cerrarem fileiras em defesa da imediata redemocratização do país. Segue a íntegra do pronunciamento: