fechar atenção

Busca não realizada!

Sua busca deve conter no mínimo 2 letras

Servidores dos Hospitais Universitários entram em greve em todo o país

14/11/2017 | 16:54

A Federação Nacional dos Empregados Públicos de Serviços Hospitalares - Fenepserh, entidade filiada a CSPB, que representa o Sindicato dos dos Trabalhadores de Empresas Públicas de Serviços Hospitalares SINDSERH, apoia a greve dos servidores dos hospitais universitários, de acordo com categoria vários estados já paralisaram as atividades na segunda-feira (13), em protesto por melhores condições de trabalhos.



O presidente da CSPB, João Domingos, reafirmou a disposição de negociação da sua filiada, a Fenepserh e os seus sindicatos, sendo este o principal motivo da greve. "Precisamos restabelecer o diálogo, como forma de resolver  os conflitos de relações de trabalho no âmbito da EBSERH, não é possível estarmos num estado social de direito em que o gestor público desrespeita os representantes sindicais legítimos dos trabalhadores", afirmou Domingos.

A CSPB espera “há muito tempo” um retorno da empresa para participar da mesa de negociação para encaminhar as reivindicações dos trabalhadores e trabalhadoras da EBSERH. 

Por outro lado, a confederação e a Fenepserh defendem a unidade de todas as entidades sindicais na luta em defesa dos direitos dos trabalhadores dos hospitais, para que, unidas, possam apresentar as demandas da categoria."Esperamos que a empresa apresente imediatamente uma proposta para evitar transtornos para a população, prejudicada com a falta de atendimento", declarou o líder sindical.



A Coordenadora de acordos coletivos da Fenepserh- Auricélia Lopes, afirma que não é desejo da classe parar as atividades: "Nós entregamos a proposta de acordo coletivo de trablaho a nível nacional. A Confederação entregou a proposta à empresa em 29 de dezembro de 2016, porque a data-base da categoria é em 1º de março. Pedimos 5% de reajuste e nenhuma retirada de direito. A contraproposta da empresa foi de índice 0,0% e não discutir nem apresentar propostas e garantia de benefícios. A Ebserh tem histórico de não negociar, infelizmente sempre termina em greve e no dissídio.", explicou.


De acordo com o sindicato Estadual dos Trabalhadores de Empresas Públicas de Serviços Hospitalares (SINDSERH-PB), três hospitais universitários da Paraíba estão parados: HULW (Lauro Wanderley), HUJB (Júlio Bandeira) e HUAC (Alcides Carneiro),  será preservado o atendimento hospitalar das atividades essenciais.



No Distrito Federal o HUB (Hospital Universitário de Brasília) aderiu a greve realizando apenas atendimentos de emergência.



No Rio Grande do Norte de acordo com (SINDSERH-RN) aderiram a greve os Hospitais Universitários Onofre Lopes (HUOL), Ana Bezerra (HUAB) e Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC). 


A categoria exige para voltar a suas atividades, melhores condições de trabalho. Se mobilizam também contra o fechamento de leitos da Clínica Médica. Segundo o Fenepserh, é um retrocesso que ocasiona a redução no atendimento aos usuários do SUS nos Hospitais Universitários no Estado.

A CSPB se solidariza com a luta dos companheiros.  Pois, quando se junta milhares de pessoas para defender uma única causa, se tem mais poder e força.




Confira a nota:

*Nota* a *sociedade*Paraibana*

O Sindicato Estadual dos Trabalhadores de Empresas Públicas de Serviços Hospitalares - SINDSERH-PB, CNPJ: 24.521. 787. 0001-03 no uso de suas atribuições com os Trabalhadores da Ebserh,  com a população paraibana e com total apoio ao SUS,  e em cumprimento às exigências contidas na Lei nº 7.783/89, comunica aos gestores de todas as unidades da Empresa EBSERH/PB e à sociedade em geral, usuária dos serviços de saúde prestados pelos Hospitais Universitário Lauro Wanderley, que em Assembleia Geral Extraordinária realizada no dias 07 de novembro de 2017, os Trabalhadores da EBSERH em atividades no Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW),  Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), Hospital Universitário Julio Bandeira (HUJB),  aderiram a paralisar em decorrência da Protelação da EBSERH em negociar o ACT 2017/2018 com as Legítimas Entidades Sindicais Representativas dos Trabalhadores da EBSERH (FENEPSERH e CSPB);  por melhores condições de trabalho,  contra o fechamento de leitos da Clinica Médica ocasionando retrocessos no SUS ocasionando a redução no atendimento aos usuários do SUS nos Hospitais Universitários na Paraíba; Protelação no fechamento do Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2018, cujo data base é 01/03/2017; foi deliberado por aceitação a paralisação dessa classe trabalhadora para do dia 13/11/2017 à 21/11/2017, onde será preservado o atendimento hospitalar das atividades essenciais. Solicitamos a compreensão da população paraibana, tais ações visam também garantir ao usuário dos SUS um melhor atendimento quando necessário.

DIRETORIA SINDSERH-PB

DIRETORIA FENEPSERH

.

Preencha o campo abaixo para receber todas as nossas notícias e informações diretamente no seu email! ;-)

24 de Maio: Presidente CSPB convoca filiadas e cerrarem fileiras em defesa da imediata redemocratização do país. Segue a íntegra do pronunciamento: